PMs são demitidos por estupro de diarista detida após furto em mercado


Do G1 MT


Dois policiais militares foram demitidos acusados de terem estuprado uma diarista, em setembro do ano de 2004, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A demissão dos dois PMs foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou nesta sexta-feira (15). De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), os dois policiais foram chamados para atenderem uma ocorrência de furto, em que a vítima, na época com 21 anos, tinha envolvimento, em um supermercado da cidade, no Bairro Jardim Aeroporto.

Segundo o MPE, a jovem cometeu um furto no estabelecimento e a polícia foi chamada pelo gerente. Os policiais decidiram não registrar o boletim de ocorrência, nem encaminhar a vítima para a delegacia. O próprio gerente do supermercado pediu para aos policiais que retirassem a jovem do local e a levasse para a rua. Ao invés disso, ainda fardados, os dois PMs levaram a moça para um motel. A vítima relatou à Justiça que foi constrangida e obrigada a ter relações sexuais com os dois policiais. Um dos policiais acusados, durante o trajeto até o motel, disse à vítima: 'você tem pernas bonitas e não precisa fazer isto' [praticar o furto].

Os depoimentos, que constam no processo pela Décima Primeira Vara Criminal Especializada na Justiça Militar da Capital, mostram que a vítima pediu para que os policiais não fizessem aquilo com ela. “[...] apesar de a vítima pedir chorando para os denunciados não praticarem o ato com ela […] apurou-se ainda, que os denunciados, após saírem do motel, ameaçaram a vítima dizendo que 'não adiantava a mesma abrir a boca porque para eles não daria nada e iria ser pior para ela'”, diz trecho do processo.

Depois de saírem do motel, os policiais deixaram a vítima no Bairro Marajoara. A diarista só denunciou o abuso que sofreu um dia depois do fato. A Justiça condenou os policiais, em 2009, a cumprirem pena pelo ocorrido. Um deles recebeu a pena de seis anos e sete meses de prisão. O outro policial foi condenado a cumprir quatro anos e três meses de prisão.
PMs são demitidos por estupro de diarista detida após furto em mercado PMs são demitidos por estupro de diarista detida após furto em mercado Reviewed by Max Aurelio on 09:38 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.