'Estou sem chão', diz pai que perdeu o filho em acidente de carro em MT

Foto: Reprodução/TVCA
O pai de um jovem de 18 anos, que morreu em um acidente na Avenida 31 de Março, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, diz que, uma semana após o acidente, a família ainda não acredita no que ocorreu. Pedro Henrique Miranda Moschiar era recém-habilitado e colidiu com um poste após ser fechado por um caminhão, segundo o pai, Lorival Moschiar.
Foto: Deletran de Cuiabá

“[As investigações apontam que] foi um caminhão, de uma empresa. Isso está bem encaminhado. No momento, certo, com todas as provas devidas, eu acredito que o caso será solucionado. E não vai demorar muito”, afirmou.

Segundo Lorival, o jovem era caseiro e cursava o 3º semestre do curso de engenharia civil. Para a família, o acidente causou uma perda irreparável. “Era uma pessoa grandiosa. Um grande filho, estudioso, maravilhoso, bom garoto, sorridente. Isso é tudo o que perdi. Eu perdi meu companheiro, meu amigo”, disse.

Foto: Reprodução/ Facebook
Após o acidente, o estudante chegou a ser socorrido e encaminhado ao Pronto-Socorro de Cuiabá, mas sofreu duas paradas cardíacas e faleceu no hospital. Segundo o pai, o jovem havia saído de casa, no dia do acidente, para buscar o almoço da família. Lorival, que trabalha como cabeleireiro, afirma que, desde a morte do filho, não consegue retomar a rotina.

“Faz uma semana que eu enterrei meu filho e eu não descanso, não tenho paz, só Deus mesmo. Estamos sem chão, sem expectativa de vida, sem trabalhar. Não sei como retornar ao trabalho depois disso”, lamentou o pai.

Via perigosa

A avenida onde o acidente ocorreu já registrou diversos acidentes apenas este ano. Um protesto foi realizado na quinta-feira (22), no local, por familiares de vítimas de acidentes naquela via. “Eu perdi um filho, mas outros pais também. E vão continuar perdendo até que alguma coisa seja feita. Eu quero que outras pessoas não passem pelo o que estou passando hoje”, afirmou Lorival.
Um estudo realizado pela Prefeitura de Várzea Grande durante o último mês verificou a velocidade com que os carros passam pela via. De 500 veículos que passaram no trecho, apenas 4,5% obedeceram aos limites de velocidade da avenida, que é de 60 km/h. O estudo levou em conta o fluxo de carros em um dia na avenida.

Do G1 MT

'Estou sem chão', diz pai que perdeu o filho em acidente de carro em MT 'Estou sem chão', diz pai que perdeu o filho em acidente de carro em MT Reviewed by Max Aurelio on 09:13 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.