Cimento deve ter alta de 8% a partir de agosto em Mato Grosso


Do G1 MT


Construir em Mato Grosso ficou mais caro em 2016. O custo do metro quadrado em junho subiu em média 5,19%, num comparativo com o mesmo período de 2015. E no segundo semestre os índices de aumento devem subir ainda mais, isso porque as indústrias anunciaram que o cimento passará a ser comercializado cerca de 8% mais caro a partir do mês de agosto. Segundo a Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção do Estado de Mato Grosso (Acomac), o aumento no preço deste produto acumula 7,10% nos últimos 12 meses.

Só no primeiro semestre de 2016, as lojas de materiais para construção sofreram queda de 10% a 12% nas vendas. Para driblar a crise, os empresários estão investindo em promoções e segurando as margens de lucro. Tudo pra não impactar muito o bolso do consumidor. Para tentar aquecer o mercado, os bancos devem disponibilizar linhas de créditos especiais para o consumidor que vai construir e reformar neste período.

“Todos nós empresários do segmento cortamos nossa margem de lucro e estamos adotando estratégias de venda a longo prazo sem juros. Estamos procurando instituições bancarias tanto públicas quanto privadas, procurando taxas baixas, confortáveis ao bolso do cliente”, explica o empresário José Wenceslau Souza Júnior.

O ramo da construção civil movimenta por ano cerca de R$ 1,2 bilhão no estado. Apesar da queda acentuada nos primeiros seis meses deste ano, a expectativa do setor para o próximo semestre é de melhora, mesmo com a alta do cimento.
“Em junho nós fechamos 4% melhor do que maio deste ano. O segundo semestre é sempre mais favorável ao segmento material de construção e para as pessoas que vão fazer sua construção”, disse o presidente da Acomac, Gustavo Nascimento.
Cimento deve ter alta de 8% a partir de agosto em Mato Grosso Cimento deve ter alta de 8% a partir de agosto em Mato Grosso Reviewed by Max Aurelio on 15:27 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.