Alimentos chegam a ter alta de quase 80% em MT, indica pesquisa

Foto: Google

A cesta básica em Mato Grosso teve aumento de mais de 13% no mês de maio deste ano, em comparação com o mesmo período de 2015, segundo pesquisa do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Entretanto, alguns produtos tiveram reajuste acima desse índice, chegando a quase 80%.


O alho, por exemplo, está custando quase R$ 30 o quilo. "Caríssimo. Um absurdo. E cada vez que a gente vem está mais caro", disse a enfermeira Lozinete Sampaio.

Para medir a variação dos preços, o Imea calcula os gastos totais das famílias com supermercado. O item que mais subiu no período pesquisado foi a batata. A variação foi de 78%. Em um dos supermercados de Cuiabá, o quilo está quase R$ 7.

Outro que subiu de forma considerável foi o açúcar, que aumentou 54%. O feijão, 59%, e o arroz, 32%. O motorista Antônio Freitas comprou cinco quilos de arroz e um de feijão. Somente essa combinação custou R$ 26,79. "Vou tentar conseguir pagar isso aqui porque a coisa está difícil. Eu nunca vi tanto aumento na minha vida", disse.

As dicas pro consumidor são as básicas: tentar substituir o produto, pesquisar preço em mais de um supermercado e cortar os supérfluos. Porém, não tem dica que consiga driblar uma situação como a da dona de casa Terezinha de Jesus Oliveira. Sem aposentadoria, ela vive dos R$ 600 por mês que os filhos dão. Mas esse dinheiro sustenta os três netos que moram com ela e outros dez netos que a dona de casa ajuda a cuidar.
Na despensa da casa não tinha muita coisa. E Terezinha diz que o feijão não é consumido pela família há certo tempo. "Já tem mais de 15 dias. Está caríssimo, R$ 5 a R$ 6", disse.

Do G1 MT

Alimentos chegam a ter alta de quase 80% em MT, indica pesquisa Alimentos chegam a ter alta de quase 80% em MT, indica pesquisa Reviewed by Max Aurelio on 15:55 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.