Ponto turístico interditado é invadido por banhistas em cidade de MT

Do G1 MT

No feriadão prolongado do Ano Novo, o Complexo Turístico da Salgadeira, às margens da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães, a 65 km da capital, foi invadido por vários banhistas. O local está interditado desde 2010 por determinação judicial devido à degradação ambiental e, com interrupções, passa por obras de revitalização.
A obra deveria ter sido entregue para a Copa do Mundo de 2014, mas, por falhas no projeto e contratuais, teve de ser interrompida. No ano passado, foi retomada em junho e parou, novamente em setembro após a empresa contratada para executar o projeto, pelo valor de R$ 6,3 milhões, pedir ao estado um aditivo de R$ 1,9 milhão para a conclusão da obra.

A solicitação foi negada e o contrato foi rompido. Agora, o estado deve fazer uma nova licitação para contratar outra empresa e dar continuidade à obra. Pelo menos R$ 2,4 milhões já foram gastos no projeto.

Imagens feitas pela professora aposentada Fátima Martins, neste sábado (2), mostram vários veículos parados dentro do ponto turístico. Segundo ela, alguns visitantes chegaram a montar barracas no local.
O projeto prevê a construção de um complexo turístico de 72,4 mil m², com trilhas para passeios, estacionamento e abrigo para ônibus, guarita, posto policial, restaurantes, centros de atendimento ao turismo, adutora e coletor para tratamento de esgoto.
A primeira paralisação da obra ocorreu em dezembro de 2014, após falhas no projeto serem detectadas.
Conforme cronograma repactuado pelo governo com as empresas em junho do ano passado, a previsão era que a primeira parte da obra fosse entregue em dezembro de 2015 e, o restante, em abril de 2016.
Ponto turístico interditado é invadido por banhistas em cidade de MT Ponto turístico interditado é invadido por banhistas em cidade de MT Reviewed by Max Aurelio on 16:54 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.